Press "Enter" to skip to content

Neurobiologia da Motivação: Como funciona o sistema de recompensas do cérebro?

Você sabia que até mesmo o simples ato de beber água quando você sente sede é recompensado pelo cérebro? O cérebro libera substâncias que provocam sensações de satisfação e prazer para que ações simples sejam repetidas. Essa é a forma simples que o nosso sistema neurológico age para que continuamos fazendo coisas como comer, beber e até mesmo sair com nossos amigos. Parece ser muito simples o sistema de recompensas do nossos cérebro, mas envolve um processo complexo de liberação de toxinas. Hoje explicaremos como funciona esse processo e como podemos usá-lo para melhorarmos nossa qualidade de vida.

O que é?

Cientificamente falando, o sistema de recompensa cerebral tem como principal função promover e encorajar comportamentos que ajudam a manter a vida e a perpetuação da nossa espécie. Sexo, alimentação, interação social e até mesmo dormir são comportamentos essenciais para a espécie humana e é justamente o sistema de recompensa que os tornam tão prazerosos. Quem não se sente bem após um happy hour com os amigos após um dia estressante? É o nosso sistema de recompensa em ação.

Três mulheres sorridentes conversando entre si.

Como Funciona?

O sistema de recompensas funcionam da seguinte maneira: digamos que você está estressado no trabalho e só quer chegar em casa e pedir uma pizza e você realmente o faz. Chega em casa e pede a pizza do seu sabor favorito. Ao morder o primeiro pedaço da pizza, o córtex cerebral, parte responsável pelo processamento neural, sinaliza a área tegmental ventral para a liberação de dopamina para a amígdala e o córtex pré-frontal.  A área tegmental ventral é responsável pelas sensações de prazer, é a região que libera a dopamina, hormônio conhecido como hormônio do prazer. Após a liberação de dopamina, o hormônio vai para a região da amígdala cerebelosa, que processa a resposta emocional. Por fim, atinge o cortex pré-frontal, região do cérebro responsável pela cognição. É nesse momento que sentimos a sensação de bem estar.

Para que Serve?

É justamente na área do cérebro responsável pela recompensa que as drogas agem. Substâncias químicas quase sempre alteram a percepção e  provocam a liberação de substâncias que causam prazer. É o caso de quase todas as drogas ilícitas e lícitas também. Para um fumante, o ato de fumar um cigarro quando se esta estressado é uma forma de relaxar e isso acontece porquê o cérebro recebe a nicotina e libera o hormônio do prazer como recompensa. É assim que funciona o vício em substâncias químicas. O tratamento para vícios geralmente envolvem medicamentos que inibem os receptores das mais diversas substâncias, o que impede o individuo de sentir prazer ao usar a droga.

Ambiente escuro com homem acendendo cigarro.

O sistema de recompensa do cérebro está muito associado aos nossos hábitos e como perpetuamos eles. Basicamente, para que façamos alguma atividade frequentemente o nosso cérebro libera dopamina toda vez que realizamos a ação. Com o passar do tempo, essa função ajuda o cérebro a repetir a ação esperando o resultado. Podemos usar o sistema de recompensas para criar hábitos saudáveis ou até mesmo abandonar vícios.

Depoimentos

“Criar um novo hábito é um problema bem comum. Raramente estamos satisfeitos com nossa situação atual, mas ao mesmo tempo sair da inércia nem sempre é uma coisa fácil. No meu caso, precisei de 3 itens para conseguir adotar novos hábitos na minha vida: organização, disciplina e tecnologia. Descobri que um dos principais erros das pessoas é tentar mudar de vida total e instantaneamente. Ou seja, criar vários novos hábitos ao mesmo tempo. Mas a grande verdade é que isso não funciona. Criar um novo hábito demanda tempo. A primeira coisa que eu fiz para criar novos hábitos foi procurar aplicativos que pudessem me ajudar com cada um deles. Passei a procurar as “ferramentas mais simples”.

A mudança na pesquisa foi bem pequena, mas os resultados foram incríveis. Para a construção de um novo hábito, passei a usar gatilhos. O sentido que me refiro a um gatilho é uma ação que é sempre feita imediatamente antes do novo hábito que eu quero incluir. A ideia é chegar ao ponto de realizar essa nova atividade inconscientemente, de forma automática, logo após o gatilho. Por exemplo: a última ação que eu fazia nos meus dias antes de deitar para dormir era escovar os dentes. Então eu já estava condicionado a automaticamente me deitar para dormir após escova-los. Nesse caso o meu gatilho para dormir era escovar os dentes. Um outro caso é ir à academia. Eu me condicionei a fazer isso sempre após o café da manhã, então o meu gatilho para ir para a academia é tomar o café da manhã.

Existem várias formas de se manter motivado. O que funcionou comigo foi uma mistura de resultados com recompensas.Por mais clichê que pareça, resultados positivos são muito motivadores. Mas o que realmente fez diferença para mim foi perceber as pequenas vitórias. Sempre que fazemos algo novo, é inevitável aumentarmos nossa expectativa, e consequentemente colocar barreiras muito altas nos nossos objetivos. Mas na maior parte das vezes, grandes resultados são atingidos a longo prazo, o que pode diminuir a motivação ao longo do tempo.

Por isso essas pequenas vitórias são tão importantes, elas ajudam a manter a motivação em alta! A parte mais difícil é percebê-las e valoriza-las. Por recompensas, eu não quis dizer apenas bens materiais ou financeiros. Existem também formas de recompensa mental, como algumas horas a mais de descanso, a sensação de dever cumprido e a certeza de que aprendi algo novo. Percebendo e valorizando cada pequena vitória eu me permito descansar por mais tempo. Além de me sentir bem, com a certeza que hoje eu sou uma pessoa melhor que ontem. Eu costumo avaliar as minhas pequenas vitórias diariamente, ou seja, um dia que o novo hábito foi executado” Depoimento de Matheus Guerra Costa, sobre mudança de hábitos e sistema de recompensa. Você pode ler o depoimento na íntegra aqui.

Como Fazer?

Para largamos um hábito a melhor forma é interrompendo o loop que o nosso cérebro cria: a motivação, rotina e a recompensa. A motivação é o que faz você realizar a ação, a rotina é a ação realizada repetidas vezes até o cérebro a condicionar como uma ação automática e por fim, a recompensa, que acaba colaborando para que o cérebro repita a ação esperando por resultados. A melhor forma de deixar ou criar novos hábitos é usando o sistema de recompensa mental. Deixar de comer doces, por exemplo, a melhor forma de deixar o hábito é encontrar substitutos, frutas doces por exemplo, e consumi-lá diariamente no horário que você costuma comer doces. Ao criar o hábito, o seu cérebro irá te recompensar e você sentirá prazer e motivação ao mesmo tempo.

A chave para obter sucesso na mudança de hábitos pelo sistema de recompensa é equilibrar os hábitos ruins e os hábitos bons com uma recompensa que não seja nociva. Está conseguindo manter a frequência na academia? Se recompense escutando as suas músicas favoritas, descansando, jogando. É importante não se cobrar demais para conseguir se motivar e mudar a sua vida.

Mulher subindo escadarias coloridas.

Fontes:

https://www.forbes.com/sites/fionamcmillan/2018/12/28/your-brain-rewards-you-twice-when-you-eat/#6f2a1c72df86

https://epocanegocios.globo.com/Inspiracao/Carreira/noticia/2013/09/quatro-passos-para-mudar-seus-habitos-e-mandar-na-propria-rotina.html

http://www.aberta.senad.gov.br/medias/original/201704/sistema-de-recompensa-mental.pdf

 

Be First to Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *