Press "Enter" to skip to content

Você conhece a Síndrome do Pensamento Acelerado, que acomete cerca de 80% da população? Saiba tudo sobre ela

Você sabe o que é a Síndrome do Pensamento Acelerado? Essa alteração psicológica, descoberta pelo psiquiatra brasileiro Augusto Cury, se caracteriza pela hiper construção de pensamentos, em quantidade e velocidade que desgastam a saúde física e mental. A Síndrome do Pensamento Acelerado, SPA, está relacionada à dificuldade no gerenciamento de pensamentos, desgastando e estressando o cérebro. Isso pode impedi-lo de desenvolver outras funções como a reflexão, a paciência, a empatia, a resiliência, a criatividade e a tolerância. Apesar de não ser uma doença, essa síndrome se associa a um quadro de transtorno de ansiedade.

A SPA é causada pelo excesso de estímulos, informações e multifunções profissionais, sociais e familiares a que estamos imersos diariamente. Estima-se que pelo menos 80% da população sofra com essa síndrome em algum grau. De modo geral, acredita-se que pessoas que têm um trabalho mental mais intenso, como médicos, psicólogos, jornalistas, professores e executivos, sejam as mais atingidas. No entanto, é cada vez mais comum ver crianças e adolescentes com essas características.

O cansaço mental que a Síndrome do Pensamento Acelerado propicia pode se converter em exaustão física, se expandindo para uma situação de estresse que dificulta a concentração, aumenta a ansiedade e ainda afeta o desenvolvimento corpóreo do indivíduo. A mente repleta de pensamentos, completamente cheia durante todo o tempo, somada à sensação de o dia não tem horas o suficiente para realizar as atividades necessárias, é um sinal de que talvez você esteja passando pela SPA.

Quais são os sintomas da Síndrome do Pensamento Acelerado?

sindrome do pensamento acelerado tratamento

Em geral, os sintomas diagnosticados são os seguintes:

  • Ansiedade;
  • Dificuldade para se concentrar;
  • Pequenos lapsos de memória, de forma frequente;
  • Cansaço excessivo;
  • Dificuldade para pegar no sono;
  • Fácil irritabilidade;
  • Não conseguir descansar o suficiente e acordar cansado;
  • Inquietação;
  • Intolerância ao ser contrariado;
  • Mudança de humor repentina;
  • Insatisfação constante;
  • Dores de cabeça;
  • Dores nos músculos;
  • Queda de cabelo;
  • Gastrite.

O diagnóstico é feito por um psicólogo ou psiquiatra, a partir dos sintomas e dos relatos do histórico do paciente.

Qual o tratamento para a Síndrome do Pensamento Acelerado?

sindrome do pensamento acelerado sintomas

O tratamento deve ser feito com uma série de mudanças comportamentais, uma abordagem psicoterapêutica e uma avaliação psiquiátrica. Podem ser inseridas pequenas mudanças de hábito, incluindo pausas durante a jornada de trabalho, a prática de exercícios físicos e até a meditação. Incluir pequenos momentos na rotina para fazer atividades lúdicas, como ler um livro e ouvir música, pode contribuir para a melhora do quadro.

A Síndrome do Pensamento Acelerado também pode ser tratada com vitaminas, suplementos, ansiolíticos ou antidepressivos, dependendo da opinião profissional durante o diagnóstico. Por ser uma característica de um transtorno de ansiedade, deve-se ter cuidado para que SPA não desencadeie um quadro mais grave, como de depressão.

Dicas para combater a Síndrome do Pensamento Acelerado:

sindrome do pensamento acelerado causas

  • Evite o excesso de informações. O exagero de dados que registramos involuntariamente transforma nossa mente em um depósito de informação, causando hiperatividade;
  • Critique os estímulos visuais e sonoros. A indústria cultural midiática tende a nos fazer sentir uma falsa necessidade em adquirir bens. Isso gera insatisfação e transtornos psíquicos no indivíduo;
  • Não se torne escravo da tecnologia. O excesso de estímulo e informações que ela nos propicia pode ser prejudicial, colaborando para a ansiedade e a falta de atenção;
  • Diminua o ritmo. Tentar fazer tudo ao mesmo tempo, geralmente, não resulta em nada. Ou não resulta em um trabalho bem feito. Priorize as atividades necessárias e tome o tempo que precisa para realizá-la de forma concreta;
  • Cuidado com a competição predatória. A ideia de que sempre temos que ser melhores do que os outros causa ansiedade e angústia. A paranoia e a compulsão de ter sucesso a qualquer custo destrói as relações e causa ao indivíduo a dificuldade de lidar com suas perdas, administrar suas decepções e refletir sobre suas falha;
  • Defina suas reais prioridades e foque nelas. Sempre temos muitas coisas para fazer mas, ao definir as prioridades, conseguimos dar planejamento e colocar as coisas em perspectiva;
  • Experimente silenciar a mente. Ao fazer isso, você deixa de ser escravo de seus próprios pensamentos. Tire um momento do dia para praticar meditação, yoga ou exercícios físicos;
  • Desenvolva sua inteligência emocional. Ao fazer isso, é mais fácil entender as suas próprias emoções, e as dos outros também. Isso é fundamental para ter sucesso na vida pessoal e profissional;
  • Exponha seus sentimentos. Ao conversar com seus amigos, experimento dizer-lhes como você se sente. Isso humaniza as relações, e as tornam mais resistentes.

 

Be First to Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *