Press "Enter" to skip to content

Quais os Melhores Exercícios para quem tem alterações na Tireoide?

O que é a Tireoide?

A tireoide é uma glândula em formato de borboleta, localizada na parte inferior do pescoço. Ela tem um papel muito importante na regulação de muitos processos metabólicos pelo corpo. A tireoide necessita do iodo para produzir hormônios vitais para o organismo, como a triiodotironina (T3) e a tiroxina (T4). Esses hormônios se responsabilizam pelo metabolismo basal, estimulando as células a trabalharem de forma correta.

Sua função é regulada por um mecanismo de auto controle que envolve o cérebro. Quando os níveis dos hormônios da tireoide estão muito baixos, o hipotálamo produz um liberador de tirotropina (TRH), fazendo com que a glândula pituitária libere um hormônio que estimula a tireoide (o TSH).

Quando ocorrem os distúrbios da tireoide, ela para de funcionar corretamente, produzindo mais ou menos hormônios do que o normal. Como o hipotálamo e a glândula pituitária também controlam a tireoide, distúrbios nesses locais também afetam a função da tireoide de maneira geral. As alterações de tireoide vêm crescendo nos últimos ano, especialmente entre as mulheres. Isso acontece devido ao ritmo de vida intenso e estressante, favorecendo a desregulação hormonal.

São quatro os principais distúrbios da tireoide: o hipertireoidismo (quando há excesso de hormônio), o hipotireoidismo (quando há redução do hormônio), os nódulos e bócio benignos da tireoide e o câncer de tireoide.

localização da tireoide

Os sintomas do hipertireoidismo incluem:

  • Perda de peso;
  • Aumento do apetite;
  • Aumento da frequência cardíaca, palpitações cardíacas, aumento da pressão arterial;
  • Nervosismo e transpiração excessiva;
  • Evacuações frequentes, muitas vezes com diarreia presente;
  • Fraqueza muscular;
  • Mãos trêmulas;
  • Desenvolvimento de bócio;
  • Alteração dos ciclos menstruais e na fertilidade.

Já os sintomas de hipotireoidismo são:

  • Letargia, processos mentais lentos;
  • Depressão;
  • Frequência cardíaca reduzida;
  • Mais sensibilidade ao frio;
  • Formigamento ou dormência nas mãos;
  • Desenvolvimento de bócio;
  • Prisão de ventre;
  • Alterações dos ciclos menstruais e na fertilidade;
  • Pele e cabelos mais secos;
  • Unhas quebradiças.

A tireoidite subaguda pode apresentar os seguintes sintomas:

  • Leve dor na tireoide;
  • Tireoide sensível ao toque;
  • Dor ou desconforto ao engolir ou virar a cabeça;
  • Sintomas que aparecem logo depois de uma infecção viral, como gripe ou sarampo.

No caso de nódulos benignos ou malignos, os sintomas são:

  • Deformidades na região cervical, especialmente na região de tireoide;
  • Alteração da mobilidade da glândula à deglutição;
  • Sinais e sintomas de hipertireoidismo ou hipotireoidismo de início abrupto.

Depoimentos

médica examinando paciente com tiroide

Problemas na tireoide são cada vez mais comuns hoje em dia, principalmente por causa da má alimentação e do estresse que passamos dia após dia. Muitas pessoas relatam que os exercícios para tireoide são ótimas alternativas para regular o metabolismo, sejam eles os exercícios físicos (como aeróbico e musculação para todo o corpo), ou pequenos exercícios locais, na área do pescoço, para neutralizar as energias na glândula.

Para que Servem os Exercícios para a Tireoide?

Uma dúvida muito grande entre os pacientes com alterações na tireoide é quais exercícios físicos devem ser feitos e quais devem ser evitados. Como em qualquer caso, é muito importante a prática de exercícios físicos para o bem-estar geral do corpo e da mente.

Durante a prática, a produção do nível de hormônio estimulante da tireoide (TSH) é alterado pela necessidade do corpo de aumentar o seu metabolismo. Por isso os exercícios aeróbicos ajudam no controle hormonal. A chave é alternar os tipos, entre exercícios de impacto (caminhada e corrida), exercícios de pouco impacto (bicicleta e hidroginástica) e praticar musculação.

Antes de iniciar qualquer atividade, é muito importante fazer uma avaliação física com teste cardíaco, além de saber junto ao médico quais os exercícios mais indicados e qual a frequência cardíaca máxima que pode ser atingida sem prejudicar a saúde.

Em ambos os casos de alterações na tireoide, hipotireoidismo ou hipertireoidismo, os exercícios contribuem para manter o corpo saudável como um todo. Eles ajudam a evitar o ganho de peso excessivo, aumentando o gasto calórico, melhorando o condicionamento físico, promovendo o bem-estar físico e mental, controlando os níveis de colesterol e aumentando a força muscular.

No caso do hipertireoidismo, o metabolismo já se encontra acelerado pela superprodução dos hormônios da tireoide, o ideal é checar com um médico qual a melhor prática de exercícios a se fazer. Nesses casos, a meditação, o alongamento e o relaxamento são os mais adequados, por exigirem menos energia e gasto calórico.

Ainda falando sobre exercícios que podem ajudar em casos de distúrbios da tireoide, algumas séries localizadas na região do pescoço são aconselhadas para eliminar o cansaço e normalizar o metabolismo. É uma antiga prática oriental que regula os níveis de hormônio da tireoide.

Funciona? Como Fazer?

médico ensinando para a paciente exercícios para tireoide

É importante manter em mente que esse exercício se baseia na abertura do fluxo de energia na região da tireoide. São sete etapas:

  1. Esfregue a palma das mãos até aquecer, colocando-as sobre a glândula tireoide por 10 minutos em seguida;
  2. Engula a saliva que está em sua boca e beba três goles de água;
  3. Expire e incline a cabeça, aproximando o queixo do peito. Segure nesta posição por alguns segundos sem respirar;
  4. Respire fundo e levante a cabeça para trás lentamente. Una o lábio inferior ao superior durante o processo;
  5. Volte para a posição inicial e mantenha-se nela por alguns segundos;
  6. Com o queixo no peito, incline lentamente a cabeça para o lado esquerdo e depois para o lado direito, sem tirar o queixo do lugar;
  7. Levante a cabeça e repita o procedimento cerca de 10 vezes ao dia.

Onde Encontrar?

Aqui, você encontra os melhores vídeos ensinando a fazer cada um dos exercícios. Se precisar, procure um acompanhamento médico para saber o que realmente funcionará no seu caso.

Vídeos: para fazer em casa

Be First to Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *