Press "Enter" to skip to content

Saiba como o Estresse e a Ansiedade podem afetar o seu Sono durante a noite

Ter dificuldades para adormecer é um problema cada vez mais comum hoje em dia, se tornando, em alguns casos, bastante prejudicial para a qualidade de vida do indivíduo. O estilo de vida moderno pode ser um dos principais desencadeantes da condição, uma vez que o ritmo acelerado de produção, tanto no trabalho quanto nos estudos, faz com que o estresse e a ansiedade sejam maiores. 

Pessoas que sofrem com a falta de sono à noite acabam tendo um desempenho reduzido nas atividades cotidianas, resultando em irritabilidade e cansaço. Desse modo, é possível perceber que se trata de um círculo vicioso, pois o estresse causa a insônia e a insônia causa o estresse. As alterações de humor repentinas também são efeitos bastante negativos que podem surgir devido ao distúrbio, interferindo até mesmo nos relacionamentos sociais do indivíduo. 

De qualquer forma, é importante ressaltar que esse transtorno do sono pode agir de formas diferentes, dependendo da sua causa e gravidade. No geral, as mulheres são mais propensas a sofrer com o problema, mas ele pode atingir qualquer pessoa, de qualquer idade, interrompendo o sono por alguns dias ou de forma crônica. No último caso, é preciso que se procure um médico para identificar a causa, além de iniciar um tratamento para que evite o surgimento de outras doenças graves, como a Depressão, por exemplo. 

Sintomas da Insônia

mulher sentada na cama, com insônia

Em alguns casos, não conseguir dormir à noite pode não ser o único sinal de Insônia. O problema pode se tornar muito mais incômodo devido aos pensamentos que atormentam a mente de quem está tentando adormecer, resultando numa ansiedade ainda maior e problemas durante o dia.

Os principais sintomas da Insônia são:

  • Acordar no meio da noite;
  • Acordar muito cedo;
  • Não se sentir descansado após uma noite de sono;
  • Indisposição durante o dia;
  • Irritabilidade;
  • Depressão;
  • Ansiedade;
  • Problemas de concentração;
  • Perda de memória;
  • Falta de atenção;
  • Dores de cabeça localizadas.

Insônia e Estresse emocional 

mulher deitada, com insônia, segurando um relógio

Como visto anteriormente, o estresse é tanto uma causa quanto uma consequência do distúrbio noturno. Mas afinal, por que isso ocorre?

Segundo pesquisadores, o estresse emocional, causado pelo excesso de trabalho, estudos, situação financeira, obrigações familiares, complicações de saúde ou problemas de relacionamento, é capaz de interferir nos ritmos do coração. Dessa forma, quando o coração fica fora de sincronia, os padrões normais do sono acabam sendo alterados. 

Para que o corpo e a mente consigam descansar de forma correta, é preciso que a pessoa alcance as fases mais profundas do sono. Quando isso não acontece, uma série de complicações acabam surgindo, como irritabilidade, cansaço e ansiedade. É importante ressaltar que a incapacidade de dormir também pode influenciar no desenvolvimento de diversos transtornos e doenças, portanto, procure um clínico geral ou médico do sono se estiver sofrendo com o problema. 

Insônia e Ansiedade

mulher deitada, segurando travesseiro com as mãos

Ter problemas para dormir à noite, em alguns casos, pode indicar a existência de um transtorno mental. A ansiedade em extremo pode desencadear um desses distúrbios, como o Transtorno de Ansiedade Generalizada (TAG), privando o sono e causando uma série de efeitos negativos para a pessoa. 

A ansiedade é uma reação normal do ser humano, muito importante para que consigamos fugir de uma ameaça ou pensar numa solução quando estamos diante de uma situação complicada. No entanto, quando ela se torna frequente, principalmente na hora de dormir, é preciso investigar o motivo da sua intensidade, uma vez que o excesso de ansiedade pode trazer problemas tanto para as atividades do indivíduo quanto para sua saúde. 

Na maioria das vezes, a pessoa sofre com uma preocupação recorrente em relação ao sono. Dessa forma, ela acaba não conseguindo adormecer por conta da angústia de não conseguir dormir, resultando numa mente mais ativa à noite. Os compromissos do dia seguinte e outras aflições típicas da ansiedade também podem invadir os pensamentos da pessoa, privando o relaxamento necessário para o descanso.  

Tratamento

mulher deitada na cama, dormindo

O tratamento para a Insônia depende muito da sua causa e, por isso, apenas um profissional pode indicar uma terapia ideal. No entanto, alguns hábitos podem ser adotados para que o problema seja amenizado, principalmente quando é desencadeado pelo estresse e ansiedade. 

  • Procure realizar atividades relaxantes durante à noite, como ler um livro físico ou escutar uma música calma.
  • Se estiver sofrendo com inquietação, tome um banho morno e pratique técnicas de respiração, inspirando e expirando o ar de forma devagar, com os olhos fechados. 
  • Pratique atividades físicas durante o dia, como caminhada ou corrida. Esses exercícios ajudam no alívio da ansiedade e estresse, sendo uma ótima opção para evitar a insônia. 
  • Beba chás com propriedades calmantes antes de dormir, como os de Camomila e Erva-Cidreira.
  • Vá para cama apenas quando estiver com vontade de dormir. Não force o sono.
  • Procure anotar qualquer pensamento ou preocupação num bloco de notas. Desse modo, você limpará sua mente de compromissos, passando a ideia de que está na hora de descansar.
  • Não consumo bebidas estimulantes, como café, energéticos ou refrigerantes à noite. Esses produtos acabam ativando ainda mais a mente, dificultando o sono.  

Fontes:

http://www.revistaneurociencias.com.br/edicoes/2005/RN%2013%2004/Pages%20from%20RN%2013%2004-3.pdf

http://www.psicologia.pt/artigos/textos/AOP0125.PDF

Be First to Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *