Press "Enter" to skip to content

Como parar de comer doce compulsivamente? Saiba dicas aqui!

Comer um docinho de vez em quando não faz mal a ninguém e nem vai lhe tirar os resultados da dieta. O problema se torna mais grave quando esse desejo por doce acaba virando rotina e o consumo começa a ser realizado em excesso, se tornando uma compulsão.

A primeira consequência da compulsão por doces está no ganho de peso. Depois, pode levar algumas pessoas a terem os níveis da glicose desregulados, muitas vezes ocasionando a diabetes. Por isso, é importante ter o controle do que se come e da quantidade ingerida para não atrapalhar a boa forma e a saúde como um todo.

No vídeo abaixo, a doutora Andreia Torres explica o que leva uma pessoa a ter compulsão por doces e como isso afeta o organismo.

Se você é daquelas pessoas que não conseguem resistir a um docinho depois do almoço, consome doces todos os dias, come o alimento até acabar e ainda assim não se sente satisfeito, vai gostar de saber que existem métodos simples que combatem a compulsão e ajudam a diminuir o consumo.

Mas antes de aprender como diminuir a compulsão por doces, é preciso entender como a compulsão acontece e como identificá-la.

Compulsão por doce

Pessoa com vontade de comer doce

Existem muitos alimentos que nos trazem prazer e bem-estar, além de proporcionar certa energia ao corpo. Contudo, a maioria é rica em gordura e açúcar. Dentre as principais opções, encontram-se os doces.

Os doces em excesso podem trazer algumas consequências para saúde, em certos casos, leva os indivíduos a compulsão, pessoas que não se satisfazem em comer apenas um docinho no meio da semana. Nesses casos, o consumo é exagerado, em excesso de quantidade, entrando na rotina alimentar do dia a dia da pessoa.

Quando os doces são consumidos, áreas do cérebro são ativadas, normalmente as que são responsáveis pelo vício. Dessa forma, o alimento ativa circuitos do prazer. Por isso, e por ser um alimento, as pessoas normalmente não percebem que estão viciadas e que viraram compulsivas por doces.

Uma das principais indicações de que o indivíduo encontra-se em estado de compulsão, são os sinais de irritabilidade, estresse, ansiedade e dor de cabeça devido a falta de doce no organismo.

Quanto mais a vontade aumenta, mais as pessoas procuram por alimentos que contenham uma quantidade maior de açúcar, para suprir o desejo. Isso acaba virando um ciclo vicioso e de perigo para o corpo e para saúde.

Sinais de compulsão por doce

Vontade de comer chocolate

A compulsão por doces normalmente está ligada a fatores físicos, emocionais e comportamentais, que estão relacionados entre si. O que acontece é que, quanto mais se come, mais vontade se tem. Algumas pessoas não conseguem controlar o consumo pelo açúcar e acabam viram dependentes compulsivas por doces, como se eles fossem a causa do prazer, da felicidade e da tranquilidade que lhe falta.

Para saber melhor o que pode desencadear a compulsão por doces e buscar soluções para o problema, abaixo estão alguns fatores que favorecem o consumo exagerado deles:

  • Dietas restritivas;
  • Jejum;
  • Desequilíbrio alimentar;
  • TPM;
  • Angústia;
  • Cansaço;
  • Estresse;
  • Ansiedade;
  • Comer por desculpa de algum transtorno emocional;
  • Comer doce mesmo saciado;
  • Sentir culpa depois de comer doce;
  • Comer doce rápido demais.

Como controlar a vontade de comer doce?

Como parar de comer doce

Existem algumas formas de combater a compulsão por doces. Abaixo está uma lista com dicas práticas e fáceis de fazer, que vão diminuir consideravelmente o desejo pelo doce e ainda trarão de volta a saúde e a boa forma.

  • Experimente doces alternativos: a principal dica para diminuir o consumo de doces é optando pela troca. Em vez de um chocolate, que tal uma fruta ou castanha? As fibras e gorduras doces diminuem a aderência ao açúcar. Dessa forma libera glicose no sangue, o que evita o desejo de comer doces mais calóricos. Essa é uma excelente maneira de driblar o consumo em excesso de maneira saudável;
  • Nunca pare de comer doce de uma única vez: parar de comer doces de uma hora para outra é a pior maneira de combater a compulsão. O corpo já está acostumado com a rotina alimentar, e quando percebe a falta total de algo que estava habituado, aumenta essa necessidade. A falta, geralmente, leva ao desejo mais aguçado por doces, fazendo com que o indivíduo volte a comer de maneira mais intensa, acabando com todo o esforço para diminuir a compulsão por doces;
  • Prefira doces com ingredientes naturais e saudáveis: hoje em dia é possível fazer diversas receitas de Sobremesas Fitness, em que o açúcar e a farinha convencional, por exemplo, são substituídas por ingredientes mais naturais e saudáveis. Essa é uma boa alternativa para quem quer diminuir a compulsão por doces, optando por alimentos mais saudáveis e que não vão prejudicar a saúde, além de serem menos calóricos;
  • Prefira chocolate meio amargo: se você é daqueles que não vive sem chocolate, saiba que os sabores meio amargo são os ideais para diminuir o consumo e melhorar a saúde. Eles são antioxidantes e não contém açúcar, deixando o gosto bem marcante e fazendo com que seu consumo não seja repetido. Essas características também fazem com que a pessoa se sinta satisfeita mais rápido, mesmo que com um pedaço menor;
  • Deixei as sobremesas longe da sua visão: quando não enxergamos os doces, não sentimos tanto desejo por eles. É uma medida para enganar o cérebro. Por isso, experimente deixar os docinhos fora da sua visão, no congelador ou no fundo do armário. Assim você esquece que eles existem e não acaba com eles de uma vez só;
  • Mastigue chicletes ou folhas de hortelã: manter a boca ocupada evita ansiedade e reduz a fome, evitando o consumo por doces. Por isso, experimente mastigar chicletes sem açúcar, folhas de hortelã, gengibre ou canela. Eles ainda estimulam a serotonina, afastando o estresse e picos ansiosos, reduzindo a compulsão alimentar por doces;
  • Faça aromaterapia: caso sua compulsão não seja solucionada por métodos simples, opte por alternativas versáteis, como a aromaterapia. Alguns possuem o aroma tão forte e marcante, como o do chocolate, que proporcionam a saciedade e evitam o desejo por doces, além de suavizar o desconforto digestivo;
  • Faça um diário alimentar: que tal anotar tudo o que consome durante o dia? Assim fica mais fácil identificar a quantidade de doces que ingeriu na semana e quais foram os momentos que proporcionaram esse consumo. Dessa forma é mais fácil identificar o que pode estar causando a compulsão por doces e buscar alternativas para diminuir o consumo;
  • Não pule refeições: fazer jejum e pular refeições durante o dia, principalmente as principais como almoço e jantar, faz com que o índice glicêmico fique baixo, gerando fome de carboidratos e açúcares;
  • Não substitua refeições por doces: as repostas metabólicas dos doces em relação aos alimentos do almoço e do jantar são diferentes, não correspondendo as mesmas taxas de calorias e funções no organismo. Por isso, evite substituir refeições por doces ou comer menos para deixar mais espaço ao chocolate, por exemplo. Isso acaba comprometendo o rendimento físico e mental, além de provocar fome;
  • Evite o estresse: quando estamos estressados o corpo produz pouca serotonina e dopamina, as substâncias do prazer e bem-estar, além de promoverem a saciedade. Nessas situações, normalmente os doces são escolhidos para trazerem a tranquilidade. Contudo, alimentos que não metabolizam da forma correta interferem na compulsão. Por isso, prefira alimentos ricos em triptofano, magnésio, vitaminas do complexo B, cromo, dentre outros;
  • Coma carboidratos complexos: para tratar a compulsão por doces, também é importante cuidar da alimentação como um todo. Por isso, prefira alimentos ricos em carboidratos complexos, como os integrais, e ricos em fibras. Eles garantirão o equilíbrio alimentar e a saciedade, controlando o apetite;
  • Diminua o sal: além de prejudicar a pressão arterial, o excesso de sal faz com que a vontade de comer doce seja aguçada e intensificada. Por isso, use temperos naturais como ervas e pimentas, controlando a ingestão do sódio;
  • Tome chá: o sabor amargo de alguns chás estimula o pâncreas e diminui a resistência a insulina, inibindo a vontade de comer doce e controlando o apetite. Uma boa dica é beber chá verde e de carqueja;
  • Consuma alimentos ricos em triptofano: o triptofano ativa a produção de serotonina no organismo. Com ela em dia, é possível ter um maior controle emocional, evitando o estresse e a ansiedade, fatores que podem desenvolver a vontade de comer doces pela sensação de prazer e satisfação que o alimento traz, o que acaba fortalecendo a compulsão e o ciclo vicioso. Por isso, prefira alimentos ricos em triptofano como aveia, canela, banana, maçã, castanha-do-pará e grãos em geral;
  • Suplementos com triptofano: uma das maneiras de tratar a compulsão é aderindo aos suplementos alimentares com triptofano em sua fórmula. Eles ativam a serotonina e promovem o controle emocional, regulam os ciclos do sono e controlam o apetite. Vital Caps+ é um exemplo, totalmente natural.

Be First to Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *